150 anos de pioneirismos na indústria

NAVEGAÇÃO RÁPIDA - SOBRE A B&W

Nossa história

Este ano, a B&W comemora sua nossa rica história - 150 anos de pioneirismo e conquistas inovadoras e tecnológicas no setor.
Veja algumas das nossas maiores conquistas e como nossa empresa foi moldada ao longo do tempo.

1856

1856

Com uma patente concedida em 1856 (S. Wilcox and O.M. Stillman), George Babcock e Stephen Wilcox uniram forças para projetar e comercializar uma caldeira que aumentava as superfícies de aquecimento para melhor eficiência, eficácia e segurança.

1867

1867

A B&W é implantada em Providence, Rhode Island, quando George H. Babcock, Stephen Wilcox, Jr. e Joseph P. Manton formam a Babcock, Wilcox and Company para fabricar e comercializar uma caldeira a vapor de tubo de água. Esta invenção patenteada pela Babcock e Wilcox marca o início e estabelece o padrão da energia segura e confiável gerada por vapor.

A B&W vende sua primeira caldeira para a Carpenter & Cross de Providence para ser usada em Valley Worsted Mills.

1867 patent

1868

1868

Babcock muda-se para Nova York e abre um escritório na Broadway.

New York City

1869

1869

Como vendedor da Hope Iron Works, Wilcox também se muda para Nova York e aluga um escritório na 44 Cortlandt Street, que mais tarde se tornaria a sede da empresa.

Cortlandt NYC

1870

1870

No primeiro ano da nova década, Joseph Manton se retirou da parceria com a Babcock e Wilcox. Sua partida, no entanto, foi apenas um pequeno contratempo, pois a empresa continuou a ganhar impulso. A B&W ganhou reconhecimento nacional na sensacional exposição do centenário de Filadélfia.

1871

1871

A sede da B&W é estabelecida na cidade de Nova York.

1875

1875

Babcock e Wilcox publicam os Requisitos para uma Caldeira a Vapor Perfeita (Requirements of a Perfect Steam Boiler), um conjunto simples de diretrizes contendo 12 tópicos sobre a caldeira ideal. Com este documento, a B&W cria uma reputação de excelência e um padrão industrial para a fabricação de caldeiras.

A B&W publica a primeira edição do Steam/sua geração e uso. Até hoje, o Steam é o estudo mais abrangente disponível sobre a energia a vapor e é usado como manual em todo o mundo.

Steam Book 1875

1876

1876

Babcock e Wilcox são premiados com uma medalha de ouro pela caldeira frontal em tamanho real de ferro fundido e de 150 cavalos de potência, criada especialmente para a exposição internacional da Filadélfia para comemorar o centenário da independência dos EUA. Embora o investimento inicial tenha sido caro, a decisão estratégica de mostrar a caldeira na exposição foi recompensada. O público foi cativado pelas possibilidades da caldeira e novos pedidos começaram a ser feitos. Primeiros clientes principais da B&W: refinarias de açúcar.

Centennial of American Independence

1877

1877

A caldeira do centenário lançada 1876 é vendida a DeCastro and Donner, uma refinaria de açúcar no Brooklyn, Nova York. Permanece em serviço por 24 anos.

DeCastro Sugar Mill

1878

1878

Thomas Edison faz um pedido de uma caldeira para funcionar sua oficina e laboratório em Menlo Park, Nova Jersey.

Menlo Park laboratory

1880

1880

Nos anos 80, aconteceu o nascimento da idade elétrica com a abertura da Brush Electric Light Company na Filadélfia e a estação Pearl Street de Thomas Edison na cidade de Nova York. Os equipamentos da Babcock & Wilcox alimentaram ambos os empreendimentos e a jovem empresa ampliou seu foco para as aplicações europeias e governamentais

Babcock é membro fundador da Sociedade Americana de Engenheiros Mecânicos, estabelecida na cidade de Nova York.

1881

1881

Babcock torna-se o primeiro presidente da sociedade de Nova Jersey recentemente incorporada, The Babcock & Wilcox Company.

Nathaniel Pratt, que seria o segundo presidente da B&W, abre o primeiro escritório da empresa fora dos EUA em Glasgow, Escócia.

A Brush Electric Light Company da Filadélfia, iluminada por quatro caldeiras da B&W de 73 cavalos de potência, é a primeira estação de geração central de produção de eletricidade na América. As caldeiras também são vendidas a Edison Electric Light Company para a Holborn Viaduct Station em Londres e para a International Electric Exposition em Paris.

Bush Electric Station 1881

1882

1882

A estação Pearl Street de Thomas Edison na cidade de Nova York, operando com quatro caldeiras da B&W, é a primeira empresa de serviços públicos. A iluminação elétrica torna-se uma realidade.

Pearl Street

1884

1884

A Babcock & Wilcox Company abre um escritório em Londres para começar negócios no exterior. De 1884 a 1887, filiais são abertas em Manchester, Sidney, Paris e Bruxelas.

1888

1888

Thomas Edison, que tinha caldeiras B&W em seu laboratório, escreve que uma caldeira B&W é "a melhor caldeira que Deus permitiu que o homem criasse até o momento".
Edison

1889

1889

O sucesso da nova caldeira construída para o iate a vapor Reverie de Wilcox convence a Marinha dos Estados Unidos e o Almirantado britânico a usar caldeiras marinhas da B&W.

Para acompanhar o desempenho bem sucedido na Philadelphia Centennial Exposition 13 anos antes, uma caldeira da B&W recebe o prêmio principal na Exposition Universelle em Paris, França.

1891

1891

A Babcock & Wilcox, Limited está implantada na Grã-Bretanha e consolida efetivamente o negócio internacional da empresa com sede em Londres.

London 1890

1893

1893

Apesar de George Babcock e Stephen Wilcox terem morrido com 19 dias de diferença em 1893, o legado deles de projetar e fornecer o equipamento da mais alta qualidade e a prestação do melhor serviço ao cliente continuam até hoje. A década de 1890 sinalizou o estabelecimento da primeira base firme da B&W no exterior e a implantação do serviço de caldeira marinha. A empresa fechou o século XIX com nova liderança, um relacionamento firme com a indústria de serviços básicos e uma relação em desenvolvimento com a Marinha dos EUA.

1894

1894

A B&W implementa um departamento da Marinha. A Marinha dos EUA adquire sua primeira caldeira marinha de tubo de água movida a carvão da B&W. Nos próximos anos, esta caldeira é adquirida por USS Marietta, Annapolis e Chicago. Os ingleses compartilham o entusiasmo da Marinha dos EUA pelas caldeiras marinhas da B&W, que alimenta muitos navios britânicos e ajuda a estabelecer a B&W como líder na produção de caldeiras marinhas.

USS Marietta

1898

1898

A B&W continua perseguindo a expansão global enquanto licenciadas são fundadas na França e na Alemanha (Deutsche Babcock AG) e uma filial é estabelecida no México. Edwin H. Wells, o quarto presidente da B&W, inicia seu mandato de 21 anos, que se caracteriza pelo enorme crescimento e expansão.

A Vølund A/A é fundada, produzindo sistemas de aquecimento e lavanderias a vapor.

Volund 1898

1899

1899

William D. Hoxie, que sucederia Wells como Presidente, introduz uma caldeira completamente redesenhada para o alerta. O processo de combustão da caldeira marinha é revolucionário e ajuda a estabelecer a caldeira de tubos de água como o padrão para o serviço marítimo.

Alert 1899

1901

1901

A primeira fábrica da B&W abre em Bayonne, Nova Jersey. O equipamento especial é instalado para a fabricação dos headers de aço forjado, que abrigam o projeto de arranjo exclusivo do tubo escalonado da B&W.
Bayonne, New York

1902

1902

O primeiro metrô de Nova York é alimentado por caldeiras da B&W.

Em Chicago, a B&W fornece caldeiras à Fisk Street Station da Commonwealth Edison Company, a primeira estação de serviços públicos totalmente alimentada por turbinas a vapor.

Fisk Station 1902

1903

1903

A empresa de limpeza de caldeira Diamond Power Specialty Company é implantada em Michigan.

1904

1904

A B&W adquire a Pittsburgh Seamless Tube Company em Beaver Falls na Pensilvânia, mais tarde renomeada como Babcock & Wilcox Tube Company. Esta aquisição permitiu que a B&W desenvolvesse o tubo de aço sem emendas e de acabamento a quente mais forte, mais confiável e mais econômico.

Pittsburgh Seamless Tube Company

1906

1906

A B&W adquire a instalação de 65 hectares da Stirling Consolidated Boiler Company Plant em Barberton, Ohio. Com esta aquisição, a empresa começa a produção de caldeiras de tubos dobrados. Apenas 40 anos desde que foi fundada a B&W, as caldeiras da Stirling começaram a ser fabricadas com até 823 cavalos de potência e pressão de 300 libras, ou seja, 16 vezes mais potentes que a caldeira de tubos de água de 1867.


Barberton 1906

1907

1907

De 1907 a 1909, a Great White Fleet do presidente dos EUA Teddy Roosevelt é alimentada por caldeiras da B&W.

1909

1909

As caldeiras marinhas pioneiras da B&W triunfam durante a primeira guerra mundial, alimentando o contratorpedeiro da Marinha e as frotas de emergência. Durante a guerra, as caldeiras da B&W foram produzidas em massa, seguindo a técnica de montagem em fábrica que a empresa começou em 1909. As caldeiras da B&W alimentaram as embarcações marítimas e instalações de produção de todos os tipos de materiais bélicos. As pesquisas continuaram durante o boom da produção enquanto os primeiros economizadores da B&W, uma ajuda importante para a eficiência da caldeira, são fabricados.

1910

1910

A Vølund A/S começa a fazer motores de petróleo bruto para a propulsão de embarcações.

1911

1911

A Marinha dos EUA contrata a B&W para converter os principais navios da frota para funcionarem a óleo.

USS Michigan

1915

1915

A B&W é uma grande defensora e contribuinte do código de caldeiras da sociedade americana de engenheiros mecânicos (ASME).

Durante a primeira guerra mundial, a B&W produziu mais de 500 caldeiras navais e 1.000 unidades comerciais para a frota de emergência da Marinha dos EUA e da marinha mercante.

A B&W introduz sua caldeira de pressão de 350 libras que opera a uma temperatura de 660 graus e é capaz de gerar eletricidade para 13.000 casas. 

Pressure Boiler 1915

1919

1919

O sobrinho de Wilcox, William D. Hoxie, creditado em grande parte pelo sucesso do negócio marinho da B&W, é nomeado presidente. Ele é conhecido por revolucionar os padrões e práticas da caldeira marinha, antecipando e conduzindo o desenvolvimento de unidades estacionárias de alta pressão e eficiência movidas a óleo, estabelecer o primeiro programa de seguro em grupo da empresa "para melhorar o bem-estar e a segurança dos funcionários da B&W."

1921

1921

Frank Allen, Max Sherman e Leigh Hoff formam a empresa Allen-Sherman-Hoff (A-S-H) na Pensilvânia para fornecer serviços e equipamentos de manuseio de cinzas premier.

1922

1922

A B&W adquire uma participação societária de 84% da Diamond Power Specialty Corporation, uma fabricante de equipamentos de limpeza de caldeira mecânica em Detroit, Michigan. A Diamond foi pioneira no desenvolvimento de sopradores de fuligem para a limpeza eficiente de depósitos de fuligem e cinzas provenientes de tubos de caldeiras.

O primeiro tijolo refratário projetado, B&W 80 Firebrick, é fabricado para o mercado comercial e prova ser valiosíssimo aos fornos das indústrias de petróleo, química, vidro e aço.

Firebrick

1923

1923

Babcock & Wilcox, Limited e The Babcock & Wilcox Company adquirem The Goldie & McCulloch Company Limited de Cambridge, Ontário, formando a Babcock-Wilcox & Goldie-McCulloch Ltd. no Canadá.

1925

1925

A B&W adquire a Bailey Meter Company, fabricante de equipamentos de medição e controle de caldeiras de Ohio, Cleveland. A Bailey Meter traz o conceito da fornalha resfriada por água, mecanismos de medição do desempenho da caldeira e equipamentos de controle de combustão para a B&W.

Bailey Meter

1926

1926

A B&W adquire a Fuller Lehigh Company, fabricante de equipamento de carvão pulverizado. A aquisição adiciona o pulverizador aos recursos da B&W, que permite maior geração de calor por unidade de carvão em caldeiras da B&W.

1929

1929

Primeira caldeira de recuperação de tamanho comercial do mundo usando o processo de bissulfito de magnésio é instalada nas fábricas de papel Howard Smith nos moinhos de Windsor, na província do Quebec, no Canadá.

A caldeira top de linha da B&W opera a 1.400 libras de pressão, fornecendo 275.000 libras de vapor a uma temperatura de 750 graus.

A Diamond Power comercializa o primeiro soprador de fuligem telescópico, substituindo a lanceta manual como método para limpar as superfícies de transferência de calor.

DP Telescopic Sootblower 1929

1930

1930

A Vølund fornece equipamentos a Gentofte (1931), Frederiksberg (1934) e Aarhus (1934) na Dinamarca, as primeiras usinas de incineração contínua do mundo.

A técnica de soldagem de fusão recém-desenvolvida pela B&W para tambores de caldeira substitui o método de rebitagem, permitindo uma caldeira de melhor custo-benefício, resistente e eficiente. A B&W é a pioneira em uso de raios-x para o exame de tambores de caldeira soldada, eliminando a necessidade de destruir o tambor da caldeira durante a inspeção. 

Fusion Welding

1932

1932

Planta de Bayonne B & W é fechada e operações de fabricação e a equipe de engenharia da empresa é transferidos para Barberton.

A B&W é contratada para construir a tubulação de água ou sistema de conduto forçado para a Hoover Dam. Devido ao seu imenso tamanho, os condutos forçados não podiam ser enviados por via férrea, assim, a B&W construiu uma fábrica perto do local da represa que abrigava algumas das maiores máquinas já usadas na época. Após a conclusão da represa, ela era frequentemente chamada de "a oitava maravilha do mundo".

Hoover Dam 1932

1933

1933

A B&W introduz a caldeira de fornalha Integral, a primeira caldeira a combinar com sucesso uma caldeira e uma fornalha refrigerada por água em uma unidade completamente coordenada que pode ser alimentada com carvão pulverizado, óleo ou gás isoladamente ou em qualquer combinação.

1934

1934

A Vølund começa a exportar sua tecnologia de transformação de resíduos em energia para fora da Dinamarca.

1935

1935

A B&W vende e coloca em serviço a primeira caldeira de recuperação de "lixivia negra" dos Estados Unidos. Até hoje, as caldeiras de lixivia negra estão em uso na indústria de papel e celulose com equipamentos desenvolvidos especialmente para recuperação de produtos químicos e resíduos de calor no processo de produção de papel.

1936

1936

A B&W introduz a caldeira radiante e a caldeira de passagem aberta, ambas amplamente usadas em serviços pesados na estação central para altas pressões.

A Società Per Impianti Generali (SPIG, antecessora da B&W SPIG) foi fundada por uma das primeiras engenheiras da Itália, Agar Sorbatti, e seu marido Fernando Bonati, para projetar, construir e comissionar sistemas de refrigeração e torres de resfriamento.

SPIG Founders

1940

1940

Durante a segunda guerra mundial, como durante a primeira guerra mundial, a B&W fabricou caldeiras marinhas para navios a vapor mercantes e de combate. A média de produção de caldeiras do período pré-guerra foi de duas a três por semana; no final do programa de construção naval, a B&W produziu cerca de 30 caldeiras por semana. No total, 4.100 dos 5.400 maiores navios construídos para a guerra foram equipados com caldeiras da B&W. As caldeiras marinhas dominaram os anos de guerra, mas a B&W também seguiu em frente no âmbito de pesquisa e desenvolvimento.

A B&W desempenhou um papel importante na produção de borracha sintética. Outros produtos fabricados pela B&W durante a segunda guerra mundial incluem a caldeira de pressão murada mais pesada já construída para o programa da bomba atômica, além de 400.000 motores de foguete e cilindros para os portões de funcionamento do Canal do Panamá.

1944

1944

A B&W instala a primeira fornalha de ciclone comercial na estação Calumet da Commonwealth Edison Company, em Chicago. O design do ciclone reduz a quantidade de cinzas de carvão, deixando a caldeira no gás de combustão.

Cyclone Furnace

1945

1945

A B&W constrói uma caldeira de contenção de 214 toneladas, conhecida como "Jumbo", para testar a detonação atômica do Manhattan Project do governo dos EUA.

Jumbo

1946

1946

A Diamond Power introduz um sistema de circuito fechado de televisão industrial para monitorar os níveis de água nos tambores da caldeira.

Diamond Power Closed-circuit

1949

1949

A B&W recebe contratos para projetar e construir caldeiras para a SS United States, o primeiro superliner americano.

A B&W introduz a caldeira de pacote, a primeira unidade de caldeira integral, pronta para usar e independente da empresa. A caldeira de pacote, ou FM, atendeu a demanda da indústria por uma caldeira menor que podia ser montada e erguida pelo cliente em seu local com mínimo atraso.

FM Boiler

1950

1950

Começam os planos para a maior caldeira de reaquecimento do mundo da Consolidated Edison Company de Nova York. A única caldeira irá produzir eletricidade suficiente para uma cidade do tamanho de Newark, Nova Jersey.

1953

1953

A conclusão e a abertura das usinas em Brunsvique, Geórgia; Wilmington, Carolina do Norte; e Paris, Texas, dão à B&W um total de dez instalações de fabricação totalmente operacionais nos EUA

A B&W implantou uma divisão de energia atômica em Barberton para consolidar o trabalho no campo da energia nuclear.

A B&W fornece os componentes de energia nuclear para a Marinha dos EUA para o USS Nautilus, o primeiro submarino de propulsão nuclear do mundo. 

Nautilus

1954

1954

A B&W começa a fabricar e vender a caldeira de CO (monóxido de carbono) para a recuperação de calor desperdiçado na operação de crackers catalíticos na indústria do petróleo.

1956

1956

A Divisão de Energia Atômica da B&W abre uma usina para a fabricação de elementos de combustível nuclear, núcleos e outras partes de reator em Lynchburg, Virgínia. É a primeira instalação financiada privadamente construída nos Estados Unidos.

AED Lynchburg Coin

1957

1957

A B&W introduz a primeira unidade comercial de ciclo de vapor de pressão supercrítica: a caldeira de pressão Universal.

A B&W fabricou componentes em grande escala em tempos de paz para a primeira usina nuclear nos Estados Unidos em Shippingport, Pensilvânia.

Shippingport

1959

1959

A Universal Silencer (agora B&W Universal) é fundada em Libertyville, Illinois, como provedora de soluções padrão e personalizadas de filtragem e acústica de escape e entrada.

A B&W projeta e fornece reatores para o primeiro navio comercial nuclear do mundo, o NS Savannah.

1959 NS Savannah

1960

1960

A B&W celebra um contrato para projetar e fabricar a primeira caldeira movida a monóxido de carbono montada na fábrica como parte de um projeto de extensão de refinaria em Montevidéu, Uruguai.

Uma nova unidade geradora de energia elétrica de 450 MW da B&W, a maior do mundo na época, é colocada em operação comercial na usina Breed da Indiana & Michigan Electric Company, perto de Terre Haute, Indiana.

1962

1962

A B&W projeta e fornece sistemas de reator para a primeira estação de energia nuclear financiada privadamente nos Estados Unidos, a estação Indian Point da Consolidated Edison, em Nova York.

A B&W constrói a primeira unidade de fundição contínua experimental nos Estados Unidos para a Roanoke Electric Steel Corporation.

1963

1963

A B&W adquire a participação societária da Goldie & McCulloch na Babcock-Wilcox & Goldie-McCulloch Ltd.

A usina de Mount Vernon da B&W, Indiana, é inaugurada para produzir caldeiras nucleares comerciais. 

MtVernon USNRC 1963

1966

1966

A Diamond Power Specialty Company obtém seu primeiro pedido significativo de unidades de haste de controle de reator nuclear do reator LOFT (perda de teste de fluido) em Idaho Falls, Idaho.

Reactor Rods 1966

1967

1967

O nome Babcock-Wilcox & Goldie-McCulloch é alterado para Babcock & Wilcox Canada Ltd.

1968

1968

A B&W Canada Ltd. fabrica geradores a vapor para a maior estação de energia nuclear do Canadá em Pickering, Ontário.

Pickering 1968

1969

1969

A maior caldeira do mundo, uma unidade de pressão supercrítica de 1.150 MW construída pela B&W, começa a operação comercial no Tennessee Valley Authority.

TVA Paradise 1969

1970

1970

A B&W projeta e instala a primeira caldeira de recuperação Kraft de "baixo odor" na Halsey da American Can Company, Oregon.

A B&W abre um centro de treinamento nuclear em Lynchburg, Virgínia, um dos dois únicos nos EUA. A instalação possui um simulador de reator de água usado para treinar as equipes de funcionários de usinas nucleares.

A B&W concentra-se em pesquisa e desenvolvimento, gastando mais de US$ 20 milhões em projetos dedicados à melhoria de produtos existentes e exploração de tecnologias avançadas.

A SPIG muda seu nome para SPIG International SpA e prossegue a expansão global.

1972

1972

A usina de Oconee da Duke Power Company na Carolina do Sul está prevista para começar as operações. O início é um marco no programa nuclear da B&W, pois a estação está entre as maiores usinas nucleares detidas por investidores em operação.

A primeira usina de transformação de resíduos em energia da América do Norte, construída pela B&W, inicia a operação em Hamilton, Ontário, Canadá.

Refuse 1972

1975

1975

A estação de energia nuclear abastecida pela B&W da Duke Power Company produz um total de 1.783.000 horas de megawatts, a maior quantidade de eletricidade já produzida por uma estação nuclear em um mês em um fator de capacidade de cerca de 925.

A Universal Silencer transfere sua sede de Illinois para Stoughton, Wisconsin.

1978

1978

A J. Ray McDermott & Co., Inc. (agora McDermott International, Inc.), provedora da construção de plataforma offshore para produção de óleo, compra a B&W para ampliar seus serviços de energia.

1980

1980

A B&W instala a maior caldeira de queima de resíduos de madeira da América do Norte na Elk Falls Mill de Crown Zellerbach em British Columbia.

Vølund fornece sua primeira usina acionada por biomassa em Novopan, Dinamarca.

Novopan 1980

1981

1981

Uma caldeira da B&W começa a operar comercialmente como a maior unidade de queima de carvão de baixo grau dos EUA, na estação de 448 MW da San Miguel Electric Co-op, Texas.

1982

1982

A primeira caldeira de leito fluidizado atmosférico dos Estados Unidos, construída pela B&W, começa a operar comercialmente para o Tennessee Valley Authority.

Fabricado pela B&W, o maior sistema de purificação a seco do mundo começa a operar comercialmente da estação Laramie River da Basin Electric, em Wyoming.

Laramie

1984

1984

A Babcock-Ultrapower, uma joint venture da B&W e Ultra Systems, marca a primeira vez que a B&W assume uma posição patrimonial em e opera uma usina.

1985

1985

De 1985 a 1990, a B&W estabelece joint ventures na China (85), México (85), Indonésia (85), Índia (89) e Turquia (90).

BWBC 1985

1987

1987

Uma das caldeiras supercríticas a carvão de 1.300 MW da American Electric Power, construída pela B&W, está em funcionamento contínuo por um recorde mundial de 607 dias

As primeiras caldeiras de leito fluidizado circulante da B&W começam a operar comercialmente no Maine e na Califórnia.

Jonesboro

1988

1988

Götaverken Miljö AB (now Babcock & Wilcox Vølund AB) is formed as a separate company focusing on flue gas cleaning, energy recovery and heat pumps.

1989

1989

Kal Kan adquire o primeiro sistema de redução catalítica seletiva (SCR) vendido com uma caldeira, um dos primeiros projetos para atender a novas exigências de emissões da Califórnia.

A B&W projeta e constrói na Flórida a maior usina de transformação de resíduos em energia do mundo. Ela consome 2.000 toneladas de resíduos sólidos urbanos por dia.

West Palm1989

1990

1990

A B&W conclui uma conversão de nuclear para fóssil da usina Midland da Consumer Power no Michigan, a maior instalação de cogeração de gás do país.

A B&W conclui e comissiona a maior caldeira de recuperação química do mundo para a Howe Sound Pulp & Paper Ltd. em British Columbia, Canadá.

1991

1991

A B&W conclui a construção do primeiro sistema de combustão em leito fluidizado pressurizado dos EUA para a American Electric Power. A fábrica recebe o prêmio de "Fábrica do ano" da revista Power.

As operações começam na usina de cogeração da B&W em Ebensburg, Pensilvânia, a primeira usina 100% construída, detida e operada pela B&W.

A B&W constrói uma caldeira de pressão universal e um purificador de via úmida na estação William H. Zimmer da Cincinnati Gas and Electric Company, a primeira usina nuclear comercial a ser convertida em uma usina a carvão e o maior sistema de controle de emissões de única caldeira do mundo.

Zimmer 1991

1992

1992

A American Electric Power concede à B&W o contrato de instalação do maior purificador na América do Norte para Gavin Plant da Ohio Power Company.

scrubber barge

1995

1995

A Instalação de Desenvolvimento do Ambiente Limpo (CEDF) da B&W inicia a produção na Divisão de Pesquisa e Desenvolvimento em Alliance, Ohio, para continuar o avanço das novas tecnologias de redução de emissões.

A B&W amplia sua linha de produto de equipamentos ambientais com a aquisição da Joy Environmental Technologies.

A B&W celebra um contrato de fornecimento para a Sumitomo Corp. de duas caldeiras a carvão de 660 MW para a usina Tanjung Jati, localizada em um dos primeiros projetos de energia independentes concedidos na Indonésia.

Tanjung Jati

1998

1998

Os clientes da B&W podem enviar pedidos on-line de peças da caldeira, uma característica que torna a B&W a primeira empresa no setor de geração de energia a oferecer transações comerciais formalizadas facilitadas pela web.

2000

2000

A B&W arquiva petição voluntária para o Capítulo 11 Reorganização a fim de resolver as ações de responsabilidade pelo amianto e finaliza este processo em 2006.

A B&W International Investments Co., Inc. adquire diversas unidades de negócio do Ansaldo Vølund Group na Dinamarca para ser chamada de Babcock & Wilcox Vølund.

Esbjerg 2000

2001

2001

A B&W recebe um contrato ambiental de US$ 130 milhões para fornecer sistemas de redução catalítica seletiva (SCR) para uma grande empresa canadense de serviços básicos, as primeiras unidades no Canadá.

A B&W recebe um contrato avaliado em mais de US$ 100 milhões para realizar a engenharia, projetar, adquirir e construir a unidade Wygen 1, uma usina completa
de 80 MW movida a carvão em Wyoming. Na única usina termelétrica a carvão pulverizado sob contrato nos EUA, o projeto foi concluído em 2003, antes do previsto e dentro do orçamento.

A B&W conclui uma substituição de caldeira de 550 MW em tempo recorde mundial: menos de 22 meses e dois SCRs grandes para uma grande empresa de serviços básicos no nordeste dos EUA.

A B&W Vølund adquire a tecnologia de DynaGrate®.

DynaGrate 2001

2003

2003

A Babcock & Wilcox Company Ltd. de Pequim acumula 9.800 MW de pedidos de compra de novas caldeiras a carvão durante o ano.

2004

2004

A SPIG passa por um tremendo crescimento no fornecimento de torres de resfriamento, condensadores de ar refrigerado, resfriadores de aleta de ar e atendimento a clientes globais e estabelece subsidiárias na Turquia, Alemanha, Rússia, Romênia, Emirados Árabes Unidos, Índia, Brasil e Estados Unidos

Air Cooled Condenser & Air Fin Cooler

2010

2010

A B&W conclui a cisão da antiga matriz McDermott International, Inc.

B&W e Thermax formam um empreendimento conjunto para atender ao mercado indiano de caldeiras de serviços básicos.

A B&W Vølund adquire a Götaverken Miljö AB da Suécia.

A MEGTEC é contratada para abastecer o maior sistema de controle de emissões VAM do mundo da mina de carvão Datong na China.

A B&W adquire o precipitador eletrostático e as unidades de negócios de monitoramento de emissão anteriormente pertencentes à GE Energy.

2011

2011

A UniversalAET (agora B&W Universal) patenteia a tecnologia de alojamento do catalisador.

A B&W celebra contratos concedidos à usina de transformação de resíduos em energia em West Palm Beach, Flórida

2012

2012

A B&W fornece a primeira caldeira ultra supercrítica dos EUA à usina de Turk do AEP. É reconhecida pelo Prêmio Projeto do Ano como um das usinas a carvão mais eficientes e de baixa emissão da América do Norte.

2014

2014

A UniversalAET recebe o prêmio de fabricante do ano de Wisconsin.

A B&W adquire a MEGTEC (B&W MEGTEC), fornecedora líder global de tecnologias de controle ambiental e produtos de engenharia.

2015

2015

A B&W completa a cisão do seu segmento de geração de energia e possui ações listadas na bolsa como empresa independente (NYSE: BW).

2016

2016

A B&W adquire a SPIG SpA (B&W SPIG), especialistas internacionais em torres de resfriamento de alta qualidade, condensadores de ar refrigerado e serviços relacionados.

SPIG 2016

2017

2017

A Babcock & Wilcox celebra 150 anos de Transforming Our World.

A B&W adquire a UniversalAET (B&W Universal), especialistas em sistema acústico e emissão/filtragem, servindo clientes de energia e indústria.

Universal 2017

2018

2018

B&W announces relocation of company headquarters from Charlotte, North Carolina, to Ohio.